Polícia Civil prende homem suspeito de estuprar enteada de 12 anos

Caso ocorreu em São João Evangelista, na região do Rio Doce, uma cidade com uma população estimada em quase 16 mil habitantes

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em operação conjunta com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), prendeu de forma preventiva, na tarde da última sexta-feira (29), um homem de 51 anos suspeito de estuprar a própria enteada, uma criança de 12 anos, em São João Evangelista, na região do Rio Doce, uma cidade com uma população estimada em quase 16 mil habitantes. O padrasto foi detido após a Justiça expedir um mandado, solicitado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

De acordo com o delegado Luiz Jardim, a prisão do suspeito foi necessária, já que, diante da investigação, a polícia recebeu a informação de que o suspeito tentaria fugir. “O caso foi denunciado à polícia pelo Conselho Tutelar, que recebeu a informação sobre o possível estupro de vulnerável. Iniciamos as averiguações e, junto com uma equipe multidisciplinar do conselho, que conversou diversas vezes com a criança, tudo levou a crer que realmente a criança estava sendo vítima do abuso do padrasto. Também foi feita uma análise técnica, por meio de exames, que confirmaram que a menina já havia tido relações sexuais”, explicou.

Ainda segundo o delegado, a mãe da menina vivia com o companheiro há cerca de 1 ano, e ela possui outros filhos além da garota, que não são do casal. “A mãe informou que percebeu que nos últimos tempos a filha apresentava um comportamento estranho, mas que não sabia do possível crime. Na casa do casal, recolhemos celulares e cartas, que serão usados na apuração do caso. Ainda não sabemos dizer se as outras crianças também possam ter sido abusadas pelo padrasto”, completou o delegado.

 

Com informações do OTempo