Mãe pede ajuda para construir rampa de acesso para filha com doença rara

Rampa para Gabriela
A mãe já não consegue carregar a filha pelo caminho acentuado e longo que dá acesso à rua (Cristiane Oliveira/Arquivo pessoal)

Uma mãe que busca continuar o tratamento de saúde da filha fez uma vaquinha para conseguir instalar uma rampa de acesso para a jovem. Gabriela, 17, usa cadeira de rodas devido a uma doença rara. A casa da família fica no bairro Betânia, região Oeste de BH, e é de difícil acesso para a garota que tem a mobilidade reduzida e que já passou por dez cirurgias.

Gabriela Oliveira nasceu com artrogripose múltipla congênita (AMC), síndrome rara que afeta os membros superiores e inferiores. Há cerca de dois anos, a mãe, Cristiane, já não consegue carregá-la pelo longo caminho acentuado que dá acesso à rua da casa. Por isso, a jovem não consegue continuar o tratamento da doença, que inclui sessões de fisioterapia, terapia ocupacional, ortopedia e natação.

“Ela cresceu, e já não consigo mais segurá-la, nós duas já caímos tentando sair de casa. Em época de chuva, a avenida Tereza Cristina alaga toda, e fica mais difícil ainda, porque ela é nossa única saída. Se ela passar mal em um dia desses, morre dentro de casa”, conta a mãe, de 32 anos. O pai de Gabriela, segundo ela, já faleceu.

rua alagada
Acesso à rua fica impossível em épocas de chuva (Cristiane Oliveira/Arquivo Pessoal)

Um vídeo mostra a dificuldade do acesso à casa onde Cristiane mora com Gabriela, mais duas filhas gêmeas de 14 anos e com a mãe. Além de fazer o tratamento, a jovem também quer voltar a sair de casa para conseguir ir à escola, quando as aulas presenciais voltarem. Segundo a mãe, a falta de acessibilidade prejudica o desenvolvimento da vida pessoal da filha, além da educação dela.

Mais de R$ 15 mil

Sem emprego fixo e com três filhas para cuidar, Cristiane decidiu pedir ajuda para custear a instalação da rampa de acessibilidade para Gabriela. De acordo com ela, um engenheiro que avaliou o local afirma que a instalação das rampas no exterior e no interior da casa custariam, pelo menos, R$ 15 mil. Com o auxílio de um topógrafo, o profissional ainda fará o projeto especializado para o local.

modelo de rampa
Rampa pode ser instalada em modelo parecido (Cristiane Oliveira/Arquivo pessoal)

“Já tenho três problemas na coluna de tanto subir e descer com a cadeira, e sempre preciso de ajuda. Em alguma urgência, minhas outras filhas ajudam, mas prefiro não pedir para não prejudicar a saúde delas. Meu medo é que a Gabriela precise refazer as cirurgias, depois desse tempo sem tratamento. Não moro de aluguel, se pudesse comprar outra casa já teria saído daqui”, completa a mãe.

A vaquinha que busca arrecadar o dinheiro para a instalação das rampas pode ser acessada neste link. No Instagram da jovem, ela e a mãe compartilham relatórios médicos de Gabriela, além de imagens das cirurgias pelas quais ela já passou. Para fazer uma contribuição diretamente para Cristiane, você também pode enviar sua doação pelos seguintes meios:

Chave do PIX: 08167436659

Conta bancária:
Banco do Brasil
CPF: 081.674.366-59
Agência: 4282-x
Conta: 5460-7
Titular: Cristiane Campos de Oliveira

Para mais informações, entre em contato com a mãe de Gabriela, Cristiane, pelo telefone (31)993964993.


 

Com informações do site BHZ