Após anunciar fim, Daft Punk explode em popularidade nos streamings

Isso é bem comum: um artista morre ou uma banda acaba e logo o interesse das pessoas cresce. Não foi diferente com o Daft Punk, que anunciou seu fim esta semana e viu seus números nas plataformas de streaming quintuplicarem em poucos dias.

De acordo com dados da Alpha Data, o total de reproduções das músicas da dupla francesa em um único dia passou de pouco mais de 850 mil para mais de 5 milhões. Em 28 anos, o Daft Punk colecionou sucessos e discos extraordinários, mas estava fora dos holofotes desde o lançamento de ‘Random Access Memories’, em 2013.

A música mais ouvida vem justamente desse álbum: ‘Get Lucky’, que também catapultou a carreira do cantor Pharrell Williams. Só esse hit foi tocado 429,8 mil vezes na última segunda-feira (22), quando o Daft Punk anunciou a separação, contra 153 mil no dia anterior.

No catálogo da dupla, a segunda música mais reproduzida foi ‘One More Time’, do ‘Discovery’ (2001), que passou de 89 mil reproduções para 414 mil. Do mesmo disco, ‘Harder, Better, Faster, Stronger’ passou de 57,5 mil reproduções para 297 mil. Ao todo, pelo menos uma dúzia de canções do Daft Punk superou a marca de 100 mil reproduções no dia do anúncio, e nada menos do que 84 músicas tocaram mais de 10 mil vezes, contra apenas 20 no domingo.

Os já citados álbuns ‘Discovery’ e ‘Random Access Memories’ ultrapassaram um milhão de reproduções em um dia cada. A popularidade também afetou as vendas da dupla: 2.800 faixas digitais foram vendidas na segunda-feira, em comparação com 194 no dia anterior.

Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo se conheceram em meados dos anos 1980 ainda na escola, em Paris. Pouco tempo depois começaram a trabalhar juntos na música, na banda de rock Darlin. Em 1992 eles lançaram uma música, que recebeu uma crítica negativa, sendo rotulada como um “thrash punky daft” (thrash punk maluco). O xingamento virou o novo nome de banda, que migrou para a música eletrônica.

Por anos a dupla manteve sua identidade oculta, escondidos sob seus capacetes espaciais e jaquetas de couro. O som e a estética da dupla marcaram todo movimento de música eletrônica que veio depois, e Daft Punk se sagrou como um dos grupos mais influentes de todos os tempos.

Via: Variety


 

Com informações do Olhar Digital