Mais de 4,2 mil detentos fazem o Enem Prisional em Minas Gerais

Atualmente, 289 custodiados cursam o ensino superior de dentro das unidades prisionais e das Apacs

Nesta terça-feira (23) e quarta-feira (24) estão sendo aplicadas as provas do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) 2020 nos sistemas prisional e socioeducativo. Somente em Minas Gerais 4.210 detentos tentam uma vaga na universidade.

A Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, é o local com o maior número de inscritos. Lá, 161 presos da unidade fizeram as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e redação nesta terça, e farão os exames de Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias nesta quarta.

No sistema socioeducativo, 90 adolescentes em cumprimento de medida participam do evento. A prova é feita em Passos, Uberlândia, Patrocínio, Unaí, Ribeirão das Neves, Teófilo Otoni e Sete Lagoas.

“Estamos promovendo a educação, reforçando o vínculo do adolescente com os estudos. Já tivemos muitos adolescentes que conseguiram uma vaga na universidade a partir das notas do Enem PPL aplicado dentro das unidades”, disse Poliane Silva, diretora de Educação e Formação Educacional, Profissional, Esporte, Cultura e Lazer da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (Suase) da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Conforme o Executivo estadual, atualmente, 289 detentos cursam o ensino superior de dentro das unidades prisionais e das Associações de Proteção e Assistência ao Condenado (Apacs) de Minas Gerais.


 

Com informações do OTempo