‘Godzilla vs. Kong’ estreia primeiro na China e depois nos EUA

“Godzilla vs. Kong” ganhou uma nova data de lançamento na China: 26 de março, cinco dias à frente da estreia do filme nos EUA – e na plataforma de streaming HBO Max, marcado para 31 de março.

A decisão tomada pela Warner Bros. Studios foi embasada no estrondoso sucesso que os dois filmes anteriores da franquia tiveram nos cinemas chineses. ‘Godzilla: o Rei dos Monstros’ fez US$ 135 milhões na China, US$ 25 milhões a mais do que os lucros do filme nos cinemas norte-americanos.

Já o filme ‘Kong: Ilha da Caveira’ faturou US$ 168 milhões de dólares em território chinês, uma diferença apenas sensivelmente maior: US$ 200 mil a mais ao arrecadado nos EUA.

Confira o Trailer de “Godzilla vs. Kong”:

O outro motivo que orientou a decisão da Warner é a pandemia do novo coronavírus. Enquanto a maioria dos cinemas nos EUA estão fechados em virtude da grave crise sanitária, os cinemas chineses já estão aptos para reproduzir a estreia de ‘Godzilla vs. Kong’ para público.

A estreia do longa na China só foi oficializada após uma batalha entre a Warner Bros., a distribuidora norte-americana do filme, e a Legendary, uma subsidiária da gigante chinesa Wanda Group. A decisão da Warner de lançar todos as suas produções simultaneamente no cinema e na plataforma de streaming parceira da companhia, a HBO Max, desagradou a Legendary.

A subsidiária chinesa, que investiu dinheiro em 75% do orçamento de ‘Godzilla vs. Kong’, não concordou com o fato da Warner, para benefício da HBO Max, ter recusado uma oferta de US$ 225 milhões da Netflix para comprar os direitos de exibição do filme. Após o entrave, as companhias entraram em acordo e as datas de estreia estão negociadas.

publicidade

A HBO Max não opera no mercado chinês em discordância com o controle e censura que o governo do país exerce sobre a Internet. O streaming da Warner só chega ao Brasil em Junho.

Alexander Skarsgard, Millie Bobby Brown e Rebecca Hall serão os protagonistas de ‘Godzilla vs. Kong’, que será dirigido por Adam Wingard. O filme promete efeitos especiais extravagantes para atrair milionárias receitas de audiência.


 

Via: Variety

Com informações do Olhar Digital