Protestos contra restrições da Covid-19 geram aglomerações em BH e RJ

protestos bh rio covid
Atos foram registrados na Praça do Papa e na Liberdade, em BH, e em Copacabana, no Rio de Janeiro (Reprodução/BrunoEngler/Twitter + Reprodução/Redes sociais)

Após prefeitos e governadores anunciarem medidas mais rígidas para frear a contaminação da Covid-19 pelo país, manifestantes foram às na tarde deste domingo (14) ruas protestar contra as medidas. A principal ‘bandeira’ levantada entre os grupos é a oposição ao fechamento do comércio. Em Belo Horizonte, uma carreata foi organizada por grupos pró-Bolsonaro na Avenida Afonso Pena, na zona Sul, sentido Praça do Papa, e também na Praça da Liberdade, região Centro-Sul.

Pelo twitter, o deputado federal Bruno Engler (PRTB) publicou os atos foram convocados em prol da “liberdade”. Já o vereador Nikolas Ferreira, do mesmo partido de Engler, afirmou que estaria na carreata “pela nossa liberdade”. Não se sabe ao certo a quantidade de pessoas que compareceram nos atos, a Polícia Militar de Minas Gerais afirmou que não trabalha mais com estimativa de pessoas presentes nesses movimentos.

Rio de Janeiro

Também foi registrada manifestação na zona Sul da capital do Rio de Janeiro. Em Copacabana, apoiadores do presidente foram às ruas contra as medidas de restrição de combate à Covid-19. Os participantes contestam as proibições determinadas pelo governador em exercício, Cláudio Castro, que limita o horário de funcionamento de bares e restaurantes e também proíbe a permanência em áreas e praças públicas das 23h às 5h. “Fica vedada a permanência em área e praças públicas das 23h às 5h. A circulação está permitida”, explicou Castro em pronunciamento.

Apesar dos participantes mostrarem apoio ao presidente, Jair Bolsonaro não incitou publicamente nenhum tipo de aglomeração ou ato popular nas ruas. Os grupos seguem nas ruas contra o que chama de “tirania” e pedindo pela “liberdade individual”.

 

Edição: Vitor Fernandes

Com informações do site BHZ