Por agravamento da pandemia, Volvo e Scania suspendem produção no Brasil

As fabricantes de caminhões e ônibus Volvo e Scania vão diminuir a produção de seus veículos no Brasil por conta do agravamento da pandemia de Covid no país. Enquanto a primeira pretende reduzir suas atividades em 70%, a segunda paralisará toda sua linha de montagem.

A fábrica da Volvo, localizada em Curitiba, vai reduzir sua produção já nesta terça-feira (23) e o retorno deve acontecer somente no final do mês de março. A medida deve atingir em torno de dois mil funcionários envolvidos na produção de caminhões, chassis para ônibus e peças.

A empresa sueca possui em torno de 3,7 mil funcionários em sua unidade na capital do Paraná, no entanto, quase 1,5 mil deles, dos setores administrativos, já estão trabalhando em regime de home office.

Leia também:

Já a Scania, suspenderá totalmente suas atividades na fábrica de São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista, a partir da próxima quinta-feira (25) e, inicialmente, retomará as atividades no próximo dia 5 de abril.

Em nota, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC informou que a decisão ainda não é oficial, mas deve ser confirmada nas próximas horas.

Outras montadoras devem aderir

Volkswagen também já decidiu paralisar atividades. Crédito: Volkswagen/Divulgação

Além da Volvo e da Scania, a Volkswagen já anunciou que vai parar suas atividades a partir desta quarta-feira (24) e só deve retornar em 4 de abril. Os representantes do sindicato seguem em conversas com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A intenção é convencer mais montadoras instaladas no polo industrial do ABC Paulista paralisem suas atividades a fim de garantir a segurança sanitária dos funcionários. As próximas a anunciar suspensões devem ser a Mercedes Benz e a fabricante de automóveis Toyota.


 

Com informações da Gaúcha ZH e do SMABC

Com informações do Olhar Digital