Dados pessoais de Mark Zuckerberg foram expostos em novo vazamento do Facebook

 

 

A dimensão do megavazamento de dados do Facebook foi tão grande quem nem mesmo o criador da rede social se viu livre de seus efeitos. Mark Zuckerberg está entre os quase 530 milhões de usuários do site que teve seus dados pessoais expostos, incluindo endereço de e-mail e número de celular pessoal.

Entre as informações disponíveis sobre Zuckerberg estão os locais onde ele fez login em sua conta, detalhes sobre seu casamento e sua identificação de usuário de um perfil privado. Os dados vazados estão disponíveis em fóruns de hackers.

Leia também:

Além do CEO do Facebook, outros dois dos cofundadores da empresa, Chris Hughes e Dustin Moskivotz, também tiveram os dados expostos.

Vazamento é antigo

Imã puxando informações de um computador
Embora os dados vazados sejam antigos, muitos ainda podem estar atualizados. Crédito: Jirsak/Shutterstock

O vazamento dos dados aconteceu por conta de uma antiga vulnerabilidade no sistema do Facebook, que possibilitava acessar o número de telefone vinculado a qualquer URL. De acordo com um porta-voz, os dados vazados são de 2019, já haviam sido relatados anteriormente, e o problema já foi corrigido.

No entanto, embora o vazamento seja antigo, muitas dessas informações seguem atuais e é perigoso que eles sigam sendo espalhados a torto e a direito de forma gratuita em fóruns de hackers.

E, além disso, o histórico do Facebook depõe e muito contra ele, já que outros vazamentos já aconteceram anteriormente. O mais notório deles o do escândalo envolvendo a Cambridge Analytica, que expôs mais de 87 milhões de usuários e, segundo especialistas, pode ter sido o responsável pelo resultado do Brexit e a eleição de Donald Trump nos EUA em 2016.


 

Com informações do Futurisme do Business Insider

Com informações do Olhar Digital