Coronavírus sem trégua: MG tem mais de 9 mil novos casos registrados em 24 horas

Até o momento, Minas Gerais já teve 1.266.271 pessoas com teste positivo para a Covid-19, sendo que 9.207 delas foram notificadas ao estado somente nas últimas 24 horas. Desde a véspera, 433 mortes causadas pelo novo coronavírus foram registradas entre mineiros. Ao todo, desde o início da pandemia, o estado já perdeu 29.538 pessoas para a doença.

A informação está no boletim epidemiológico do governo desta sexta-feira (16).

Desde o início da pandemia, 106.414 mineiros tiveram que ser internados, na rede pública ou privada. Os outros 1.159.857 ficaram em isolamento domiciliar.

Ocupação de leitos de UTI continua em situação de alerta máximo em BH, apesar de melhora — Foto: TV Globo

Ocupação de leitos de UTI continua em situação de alerta máximo em BH, apesar de melhora — Foto: TV Globo

Em todo o estado, 84.789 pacientes continuam em acompanhamento, enquanto 1.151.944 são consideradas “recuperados”. Ou seja, são pessoas que atendem a três pré-requisitos:

  • estão há 72 horas assintomáticas
  • receberam alta hospitalar e/ou cumpriram isolamento domiciliar de dez dias
  • estão sem intercorrências

Dentre as pessoas que morreram por Covid-19 no estado, 78% tinham 60 anos ou mais, 70% tinham alguma comorbidade (especialmente cardiopatia e diabetes) e 55% eram homens.

Dos 853 municípios de Minas Gerais, 813 já tiveram pelo menos um registro de morte causada pela Covid-19 desde o início da pandemia, ou 95% do total de cidades do estado.

Distribuição dos casos de Covid-19 em Minas em 15/4/21. — Foto: Reprodução / SES-MG
Distribuição dos casos de Covid-19 em Minas em 15/4/21. — Foto: Reprodução / SES-MG

BH em suspense

 

Depois de nove dias de queda, a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 subiu em Belo Horizonte nesta quinta-feira (15).

Com o indicador em alerta vermelho e o estoque de medicamentos em níveis preocupantes, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 ainda não chegou a uma decisão sobre a possibilidade de reabertura da cidade. Uma nova reunião será realizada nesta sexta-feira (16).

A ocupação de leitos de UTI aumentou para 87,2% nesta quinta-feira. No dia anterior, a taxa, que vinha diminuindo desde o dia 6 de abril, estava em 84,8%. O número de pacientes com Covid-19 em terapia intensiva no SUS aumentou de 500 para 521 em apenas um dia. Na rede suplementar, passou de 473 para 477.

Ocupação de leitos de UTI volta a crescer em BH — Foto: Prefeitura de Belo Horizonte/ Divulgação

Ocupação de leitos de UTI volta a crescer em BH — Foto: Prefeitura de Belo Horizonte/ Divulgação

Já a ocupação de leitos de enfermaria para tratamento da doença diminuiu, de 68,1% na quarta-feira (14) para 65,4% nesta quinta-feira.

O RT, que mede o número médio de transmissões por infectado, ficou estável, em 0,87. Isso significa que cada grupo de 100 pessoas transmite a Covid-19 para outras 87.

Todos os municípios mineiros já tiveram registro de pessoas com Covid-19, e Belo Horizonte é o que teve mais casos. Segundo o mais recente boletim epidemiológico da prefeitura, desta quinta-feira, 161.181 moradores da capital já adoeceram e 3.814 foram a óbito.

Vacinação em Minas

 

Até esta sexta-feira (16), segundo o vacinômetro do governo estadual, 2.591.742 mineiros receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19 e 911.733 receberam a segunda dose, que garante a imunidade completa.

Em Belo Horizonte, segundo a prefeitura, 451.692 receberam a primeira dose e 138.451, a segunda.

O estado recebeu, até o momento, 5.130.130 de doses de vacina.


Fonte: Globo G1