Pai mata filho com facada no pescoço e nas costas e conta para a família

Autor e vítima já tinham histórico de desavenças e registros de lesão corporal

Um homem de 51 anos foi preso na tarde deste domingo (25) após matar o próprio filho com uma facada na nuca e outra nas costas em Santa Bárbara, na região Central do Estado, contar para a família e se apresentar na sede da polícia. De acordo com o boletim de ocorrência, pai e filho, que já tinham histórico de desavenças e lesões corporais, brigaram após chegarem de bares distintos na porta da casa da família, quando o filho acertou dois socos no rosto do pai, que jurou o filho de morte.

Depois de matar o filho na parte externa da residência, o homem entrou para avisar a mulher e a filha de que tinha matado o filho. “Matei seu irmão, ele está caído lá fora”, teria dito o homem à filha antes de fugir do local.

A irmã da vítima viu o rapaz caído e ainda agonizando com duas perfurações e acionou a polícia, que ao chegar, encontrou o corpo de bruços e a faca, com lâmina de 16cm, na cena do crime.

A mulher do autor e mãe da vítima disse aos policiais que “ouviu dizer de terceiros” que os dois estavam em bares, mas não sabia dizer se houve briga. Depois, segundo o depoimento dela, ocorreu a discussão na frente do imóvel e o marido chegou em casa dizendo que mataria o filho. Depois, retornou para confirmar o ato.

Uma outra testemunha afirmou que viu as agressões físicas entre vítima e autor na rua, mas não presenciou o homicídio.  Enquanto militares que atendiam a ocorrência faziam buscas na proximidade do local, o pai procurou o pelotão da polícia na cidade, narrou os fatos e foi preso em flagrante.

“O autor diz que a vítima lhe deu dois socos no rosto, momento em que disse que não apanharia mais e o mataria. Em seguida, foi até a residência, (pegou a faca) e desferiu os golpes com a faca que estava caída na área externa da casa”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Segundo a sala de imprensa da Polícia Militar, há histórico de conflitos familiares entre autor e vítima, uma vez que o filho seria usuário de droga e o pai fazia o uso excessivo de bebida alcóolica.


 

Com informações do OTempo