Polícia procura por homem suspeito de agredir criança de dois anos em Betim

Menina apresentou lesões no rosto e na orelha. Ela precisou ser reanimada e intubada. Homem chegou a ajudar a levá-la para hospital, mas fugiu antes da chegada da polícia

O companheiro de uma mulher de 23 anos é o principal suspeito de agredir a filha dela, de apenas dois anos, na noite dessa segunda-feira (26), dentro da casa onde eles moravam, no bairro Vila Universal, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. O homem está foragido.

De acordo com o boletim de ocorrência, a criança estava em um dos quartos da casa, deitada em um colchão no chão, quando a bábá disse ter ouvido um choro intenso da menina. Ao chegar no quarto, se deparou com a criança no colo do homem, desacordada. A bábá então começou a gritar e a pedir socorro a uma vizinha, que é técnica de enfermagem.

Juntamente com o suspeito, foram todos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Petrolândia, em Contagem, por ser a unidade de saúde mais próxima da casa. No local, a criança precisou ser reanimada e intubada. o médico que atendeu a menina constatou a presença de lesões no rosto e na orelha. Segundo o profissional, elas teriam sido causadas por violência e não por queda acidental.

O médico então orientou que a criança fosse transferida para o Hospital Municipal de Contagem, para receber maiores cuidados. O homem suspeito de agredir a menina chegou a ir até o hospital, mas evadiu antes da chegada da Polícia Militar. Os militares não conseguiram identificá-lo no momento, as testemunhas disseram que ele é conhecido apenas como alemão.

A mãe da criança relatou ser cuidadora de idosos e que o homem estava na casa dela por alguns dias.

A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Betim.


 

Com informações do OTempo