Preso líder de esquema que jogava celulares e drogas em presídio de Araguari

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), juntamente com as polícias Militar e Penal desencadeou nesta terça-feira (27) uma operação para coibir um esquema criminoso de repasse de drogas e celulares a detentos do presídio de Araguari, no Triângulo. O líder da quadrilha foi preso.

Segundo a PCMG, o homem foi detido em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, além de outros dois investigados, um por tráfico de entorpecentes e outro por tentativa de homicídio. As prisões ocorreram enquanto os policiais cumpriam mandados de busca e apreensão. Ao todo, as equipes percorreram 13 endereços relacionados com nove investigados alvos da operação.

Dentro do presídio, os policiais penais encontraram nove aparelhos celulares, além de baterias e carregadores. Já nos demais imóveis, foram localizados uma arma de fogo, um simulacro, maconha e uma balança de precisão.

De acordo com o delegado da PCMG em Araguari, Felipe Oliveira Monteiro, as investigações duraram aproximadamente um ano. Indícios apontam que o chefe da quadrilha aliciava menores de idade para jogar os objetos ilícitos dentro da unidade prisional.

“Conforme apurado, esse investigado aliciava adolescentes para arremessar entorpecentes no interior do presídio. Ele poderá ser responsabilizado por tráfico de drogas, associação criminosa e corrupção de menores”, explicou.

Dois adolescentes foram apreendidos em flagrante por ato infracional análogo ao tráfico de drogas, além da condução de outra pessoa que foi autuada por uso de drogas, sendo lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).


 

Com informações do OTempo