Vacinas contra Covid da Janssen congeladas estão aptas para aplicação

O Distrito Federal recebeu, neste sábado (3), 40,1 mil doses das vacinas Janssen congeladas, para imunizar a população contra a Covid-19. Porém, do total, 2,8 mil estavam armazenadas em uma temperatura abaixo da recomendada, de 2°C. De acordo com o Ministério da Saúde, a integridade das vacinas foi preservada assim mesmo.

O governo local entrou em contato com o Ministério da Saúde ao perceber que as doses estavam congeladas. “O lote informado pelo DF, com 2.880 doses da vacina covid-19 do laboratório, pode ser usado normalmente, de forma segura”, informou o órgão federal.

Leia mais:

A orientação, inicialmente, foi de deixar o lote todo, com as 40,1 mil doses, de vacinas da Janssen em quarentena. Mas o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) vistoriou os imunizantes e aprovou o uso, depois de constatar que “a temperatura não influenciou a qualidade da vacina”.

Assim, as doses estão liberadas para vacinar a população do Distrito Federal contra o coronavírus. Entre sexta-feira (2) e sábado, o DF recebeu 109,8 mil doses de vacinas da Janssen, da Pfizer e da AstraZeneca.

Doses vencidas da vacina AstraZeneca

Segundo o Ministério da Saúde, foram aplicadas até agora 91,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 no Brasil. Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A prefeitura do Rio de Janeiro negou ter aplicado doses vencidas da vacina AstraZeneca. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), aconteceu um erro no sistema de registros. O órgão checou os dados de todos os 756 vacinados suspeitos de terem recebido doses supostamente vencidas dos imunizantes.

Até agora, a secretaria carioca contactou 741 pacientes e “em nenhum desses casos houve aplicação de dose fora da data de validade do imunizante”, esclareceu. Já outros 15 registros continuam sob investigação, por as pessoas que receberam as vacinas não responderam ao contato.

Contudo, a SMS destacou que “não há qualquer indício de que houve aplicação com doses vencidas nestes casos”. Ainda assim, a secretaria avaliou que os erros de preenchimento entre as 4,1 milhões de doses de vacinas contra covid-19 aplicadas no município representam uma parcela muito pequena da campanha de imunização.

Em todo o Brasil, a pandemia do coronavírus já matou mais de 523,5 mil pessoas, com mais de 18,7 milhões de casos confirmados. De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 97,1 milhões de doses das vacinas contra a doença foram aplicadas até o momento no país.


 

Com informações do Olhar Digital